30 de dez de 2014

E o Pagode do seu Antonio tá chegando...Pelotas vai tremer!!!

 
 
 
               Um dia na mesa da cozinha de sua casa o seu Antônio Carlos Bandeira ao lado de sua mulher e parceira de todos os momentos, dona Diná Lessa Bandeira acertavam detalhes de onde comemorariam o Revellion daquele ano (2005). Na casa dos sogros, dos amigos, dos pais, viajariam, iriam para o Cassino, para Torres ou Rio de Janeiro?? Pra que ir para longe se poderiam receber os amigos na aconchegante casa do bairro Areal?? E assim o fizeram. Recrutaram o sobrinho dj para o som mecanico, a Maiara para chamar os amigos mais jovens, ligaram para os amigos e parentes do casal, os amigos músicos também foram recrutados e deram o primeiro passo para a confraternização que atravessaria os tempos.
               O pãozinho, os salsichões e o vinagrete os anfitriões ofereceriam. Os convidados trariam as bebidas que consumissem. E a sobremesa?? A disponibilidade e criatividade de cada um. A função começou tímida e foi crescendo, crescendo. No início a música ao vivo contava com uns 3 ou 4 músicos. Mais tarde, sobrava instrumento e sambista. Alguém teve idéia de confeccionar camisetas e assim foram produzidas uma recordação dos encontros anuais. Passou o tempo e as crianças cresceram, a festança também.
              Perto de completar 10 anos de vida, o Pagode do seu Antônio como é chamada a concentração anuncia uma ligeira exaustão. Os idealizadores precisam de substitutos, pois ao longo dos anos sempre foram os principais responsáveis por tudo. E o cansaço também chega para os "incansáveis".
               De longe, aqui de Porto Alegre, fico doidinho para me agregar à função e desembarcar com uma turma para juntos OXIGENARMOS a função e não deixarmos apagar algo cada vez mais escasso nos dias atuais. Infelizmente, a distância não permite tal facilidade. Então, meus caros pelotenses...e amigos do Pagode: "Antes de comprarem os convites para o Lady Laura ou qualquer outro Cruzeiro de Verão para comemorar o revellion de 2016, ou as passagens para Punta (não a do Paulo Santana!!) ou rumarem para Copacabana e assistir o show de fogos soltem o grito ao erguer a taça de espumante ou o caneco do chopp e celebrem a vida, propondo aos participantes uma reorganização na produção ou alguma outra forma que não fragilize a celebração de estar entre amigos.
           Viva o Pagode do seu Antônio e VIDA LONGA às relações de amizade e carinho.
                  Beijo grande a todos,
 
                          Edinho Silva

23 de dez de 2014

Mensagem de ano novo do Armazém - Feliz 2015




          O ano de 2014 foi extremamente positivo. Minha saúde foi controlada. Eu falei saúde física e não financeira. Não consegui perder peso, mas me mantive nos números aceitáveis, segundo os médicos. Todos lá de casa, estudando muito para continuarmos seres informados e pensantes, sujeitos a erros e acertos através das reflexões que descobrimos todos os dias no convívio com as pessoas. Minha musa e companheira de todas as horas, aprofundando-se nos estudos de Freud, Moreno, Jung e Rogers. A filhota mais nova tentando trocar de curso acadêmico. A mais velha pisando firme em seu Mestrado e estudos sobre o trabalhador e as formas de educação e qualificação profissional no Brasil. Eu com meus estudos e pesquisas sobre o desporto, cultura e o lazer. E as coisas do Armazém?? Nossa. Não pararam. Rolou de tudo. Programas ao vivo, indicação a premios literários no Rio de Janeiro, novas publicações e convites. Mais acessos no blog e audiencia no programa. Enfim, muita coisa legal. Só gratidão pelas conquistas e realizações.
       E a mensagem de final do ano?? Ia esquecendo.... Várias são as expressões que transformam-se em práticas. Ou até mesmo palavras que simbolizam puro modismo. Nos últimos tempos, principalmente ouvimos, digo, lemos nas na redes sociais as expressões: "Fé, força e foco" ou "Deus no comando". Por que escolhi as duas? A primeira delas, infelizmente, chega num momento de intolerância, meias verdades, egoismos, vaidades e outras coisinhas. Temos cada vez mais um pouco de tudo. Menos fé. Seja no Buda, no Oxalá, no Alan Kardec, no Padre Cícero, no Jesus Cristo, no Maomé, nas pedras e por que não nas pessoas??                   Podem achar que esqueci a turma do Edir Macedo, porém justifico que, enquanto "os moços' liderados por ele estiverem organizando bancadas no Congresso, construindo palácios Brasil afora, comprando emissoras de tv, vendendo ilusões às pessoas e cobrando caro um simples abraço ou olhar não quero aproximação desta turma.
             Falei da fé e a força?? Esta deve vir de uma alimentação saudável e equilibrada, da prática de exercícios físicos, de boas leituras e boas conversas. Cabeça boa também é sinônimo de força. E o foco?? Esta expressão me inquieta. Pararam para pensar sobre o tal FOCO?? Se tais registros são feitos nas redes sociais, uma boa ferramenta de trabalho e de entretenimento também responsável por um grande volume de informações que nos chegam a todo minuto?? Sim. Chega até nossos olhos a todo instante, denúncias, fofocas, novidades, curiosidades e por que não "ações manipuladoras"?? Isto mesmo. Enquanto nos iludimos com boas imagens ou reproduzindo frases de efeito, algumas até potencializando o tal FOCO, ficamos cada vez mais desfocados do que realmente é importante na vida. A mesma velocidade que chega um email, ou um "what", ou um twiter poderia ser potencializado num abraço e por que não um pedido de desculpas ou perdão?? Enfim...insisto, FOCO é palavra da moda. Ou de patrão que deseja que o empregado tenha foco na produção e crie mais peças. Assim o dono da fábrica arrecada mais. E o lazer do cara?? E o descanso?? As condições de trabalho?? Pra que?? ELE precisa ter foco no trabalho. PRODUZIR, PRODUZIR...
          E a expressão "Deus no comando"?? Como cantava o Almir Guineto no samba "Saco cheio", onde dizia que "...os habitantes da Terra estão abusando...e ao nosso Supremo sobrecarregando...". Fato. Relegamos a um suposto criador decisões que, muitas vezes são nossas. A organização de nossas contas pessoais, um "NÃO" ao filho, uma conversa no olho com a sogra, um voto contrário no condomínio, um educado pedido de esclarecimento ao chefe.
         E os SONHOS?? Não tinha falado nisso, né mesmo?? "...Quando ouvir alguém dizer que já não sonha mais...Não abra mão dos próprios sonhos...pois não vai encontrar quem sonhará por ti..."
Em 2015, SONHE, PLANEJE, REALIZE...pode ser com força ou não, com foco ou não, mas sobretudo, com FÉ. Pode ser na companheira, no filho, no professor, no vizinho, no parente distante, no político que se atrapalha na primeira maleta preta que enxerga. FÉ no ser humano e Brasil. Por que?? É completamente furada a máxima do "Brasil, eu não desisto de você?". Não tá gostando, vaza. Pega teu passaporte, teu urso de pelúcia e ruma ao Salgado Filho.
Beijos e abraços,

Edinho Silva

P.S: Em 2015 continuem acessando o blog do Armazém e comentando as postagens, o site da rádio www.radioestacaoweb.com (todos os domingos, das 13h às 15h e nas quartas-feiras, depois da meia noite), acompanhando o facebook do Edinho Silva e comunicando-se através do armazemdobrasil@gmail.com. Muitas novidades nos esperam.....Vamos??     

https://www.youtube.com/watch?v=ZiGalG62-KY

Armazém do seu Brasil em noite de gala



             Caia uma chuva fina na noite de 16/12/2014, terça-feira em Porto Alegre. As coisas do samba e do Carnaval tornavam vibrante aquele dia. Ensaios de escolas de samba na Cidade (o já tradicional ensaio dos Imperadores do samba e a abertura dos ensaios do Império da Zona Norte), em  algum lugar da Cidade Baixa a turma dos blocos Turucutá Batucada Coletiva e o Maria do Bairro planejavam o Carnaval do bairro. No Centro Histórico acontecia o coquetel especial e exclusivo(?) para as candidatas do Grupo Intermediário A e Acesso ao Rainha do Carnaval de Porto Alegre com muitas mulatas e sambas enredos.
            No Menino Deus em plena Érico Veríssimo, 627, o Porto Boteco Alegre (novo espaço de samba de Porto Alegre) recebia o Armazém do seu Brasil em sua primeira edição ao vivo. Bate papo, roda de samba, convidados especiais e ilustres, chopp artesanal, petiscos saborosos e muita energia no ar. Nos dias que antecederam o evento, fui recebido em participação ao vivo no programa Gaúcha no Carnaval comandado pelo jornalista Claudio Brito. Bancada seleta com Luiz Armando Vaz, Renatinho Dornelles, Pai Danilo e muita gente bacana que representa o Carnaval da Cidade. Baita honraria. No mesmo instante recebia um contato do blogueiro de Carnaval Israel Ávila, responsável pelo Setor 1, veículo de maior acesso nas redes sociais na atualidade, anunciando que agregaria-se no time da divulgação de nosso evento. Mais uma honraria. 
           No outro dia ao telefonar para nossa convidada de honra, a cariucha Maria Helena Montier - a dama do microfone carnavalesco de Porto Alegre de todos os tempos, fui acolhido gentilmente pela "moça" que sem muito charme foi logo dizendo: "Edinho Silva - Acompanho teu trabalho, mesmo no Rio de Janeiro. És parceiros de grandes amigos meus e gosta de samba, assim como eu. Respeita as pessoas e valoriza quem fez história na cultura popular gaúcha. Ir no Armazém confraternizar contigo é o mínimo. To dentro!!" - disse ela. E estava mesmo, pois no dia do evento ao ser provocada interagiu com as pessoas, cantou sambas do Wilson Ney, fazendo a o povo descer da arquibancada imaginária do lugar e sambando com os Imperadores. E o nosso amigo Odir Ferreira, a voz oficial do Carnaval na atualidade?? Envolvido em compromissos profissionais ficou  na torcida distante e doido para estar na festa.
E a roda de samba da noite?? Por conta da Batucada do Armazém. Por algumas horas o Fábio Ananias, o Roberto Nascimento, Rogério Sete Cordas, o Volnei Neves, o Dodô Ananias e o Titi Martins entoaram sambas clássicos e populares. Rolou de tudo: do Cartola ao Arlindo Cruz. A empolgação foi tanta que em alguns momentos o grupo elevava o volume dos batuques e das vozes imaginando-se no ninho da Águia azul e branco. No meio da festança recebi ainda o sambista e compositor da nova geração do samba gaúcho Alan Barcelos que, apresentou seu samba "Anastácia". A quem não conhece, recomendo muito!!
          E os demais convidados?? Putz. Alto nível. Tinha de todas as frentes. O ousado e talentoso carnavalesco e professor de ritmos e danças populares Fernando Saraiva (presidente da Confraria do Zé Limoeiro, novo integrante da turma do Armazém). A empolgada turma da Universidade capitaneadas pela Cris Lunardi, Solange e a Jacira Bernardes(até o Cadinho Andrade apareceu na função depois de ter assistido em casa o "Comendador"). Velhos e novos amigos se reencontrando. Minha metade de limão siciliano e apoiadora de todas as horas - Paty Venturela também esteve firme no apoio. Noite mágica.
Ia esquecendo de uma nota importante. Tudo sob as energias e bençãos do vozinho da barba grisalha e seu inseparável leãozinho. Isto mesmo, o pai Xangô ou São Jeronimo.
         A primeira noite do Armazém foi assim. Cheia de vida e de bom astral. Em 2015 tem mais...
                Vamos??

Abraços e beijos a todos.
Edinho Silva


https://www.youtube.com/watch?v=kpeKQaQa5kA






22 de dez de 2014

De Berlim direto para o Samba do Cachorro, digo para a Cultura Popular do Brasil




         No último sábado, 20/12/2014 estava completamente confuso com a agenda. Corria para o "shoppis" para comprar os últimos presentes, ouvia mais dois discos para o especial de Natal do Armazém do seu Brasil, acompanhava a 'patroa" no Salão de Beleza, ou invadia as rodas de samba que haviam na Cidade?? Duas eram imperdíveis: Natal no Pagode do Andaraí, sob o comando do Samuka Guedes e seus parceiros no bairro Santo Antonio ou no "Samba do Cachorro", capitaneado pelo Zé Oliveira, Paulinho do Banjo, Ciríaco e muita gente legal.
Perdi o controle do relógio e consegui ir em um só endereço. Pela facilidade de deslocamento optei pelo Samba do Cachorro. No meio do caminho encontrei uma grande amiga de minha filha mais jovem, a Andréia Barone e seu namorado Fernando Beunza, um espanhol simpático que estuda no Rio de Janeiro.
          Bingo. Fomos os três conferir de perto a energia do samba mais democrático da atualidade em Porto Alegre. Chegando por lá no quintal da Casa do Cachorro era instrumento para todos os lados. Banjo, cavacos, violões, bandolim, saxofone, flautas, pandeiros, surdos, tamborins, trumpete, tantans, agogo e muito samba na palma da mão. Reencontrei o seu Batista e sua cuíca inquieta, o Zé Oliveira, seu banjo e os sambas do Toninho Geraes na ponta da língua. O JC Pio e seu inseparável instrumento de metal. O Paulinho do Banjo e uma galera da pesada. Conheci pessoalmente o simpatico anfitrião: o seu Ciriaco que corria para alcançar uma cerveja a um cliente com mais sede, sentava na roda de samba e batucava um pouco. Corria para abraçar um outro que acabara de chegar. Eta, "homezinho" que se movimenta. E quem cantava?? Todo mundo. Do sambista anônimo até vencedor de concurso nacional. Há alguns dias até o presidente da Portela, Sergio Procópio deu uma canja. E quem sambava?? Quem quisesse, era só afastar a cadeira e meter a ginga.
           E assim foi nossa tarde de apresentação do samba que invade as calçadas e as ruas nas tardes de sábados, na esquina da José do Patrocinio e da Perimetral. As impressões aos meus amigos foram as melhores, em 2015 ao retornar à Europa levarão boas lembranças daqui. Certamente, os russos da imagem prolongariam ainda mais seu beijo se fosse ao som do João Nogueira, Luis Carlos da Vila, Izolino ou dona Ivone Lara. To mentindo??

Abraços a todos...

          Edinho Silva

Em tempo: Querido Samuka: to na dívida contigo e com teus colaboradores Fábio Fernandes, Eduardo Cabeça, dona Jana Seibel, dona Naiara, dona Valéria e toda a galera





Um gaúcho entre as gurias da Portela


          Estar na companhia das minhas filhas sempre me traz uma energia diferente. Em noite iluminada pela Velha Guarda da Portela em plena Redenção, a morena Karol (de vestido rosa) oportunizou um momento bem especial. Um registro fotográfico ao lado das pastoras da Portela e de algumas amigas suas. Sob as lentes do inquieto "retratista" Cadinho Andrade, um dos profissionais, ao lado de outros colegas da Secretaria da Comunicação, responsável pelas imagens dos  grandes eventos da UFRGS tivemos registrados o encontro com as vozes femininos do grupo famoso.
Simpáticas e acolhedoras, as pastoras (roupas azuis) lideradas pela dona Eunice a mais antiga depois da Tia Surica (ausente em razão de seu trabalho solo e compromissos no Rio de Janeiro) mediou a conversa que durou alguns minutos, mas o suficiente para conversarmos sobre Madureira, Mercado Público de Porto Alegre e seu assentamento do Pai Bará, a acolhida dos gaúchos e o churrasco dos Pampas, a relação de amizade que dura tanto tempo motivada pelo samba. Enfim, momentos de descontração e graça.
      O célebre Monarco não estava no mesmo ambiente?? Sim. ELE, o simpático presidente portelense Sérgio Procópio, o Davi do pandeiro e toda a turma da águia carioca. Porém, confesso o "papo com as gurias" foi muito animado. 
          Coisa boa tudo isso...Que venha a próxima Velha Guarda, seja ela carioca ou até mesmo de Porto Alegre.

Edinho Silva

Em tempo: Fiquei sabendo que, no outro dia (sábado) as pastoras e os guris da Velha Guarda desembarcaram no "Samba do Cachorro", tradicional roda de samba liderada pelo Zé Oliveira, Paulinho do Banjo, Ciríaco e grande escrete. 

10 de dez de 2014

Edinho Silva e Porto Boteco Alegre apresentam: Armazém do seu Brasil e muitas outras coisinhas




Meus queridos...

            Depois de alguma resistência pessoal, reorganização de agendas dos músicos, dos convidados e de todas as coisas que envolvem a produção de um Sarau verde e amarelo apresentamos o Armazém do seu Brasil - ao vivo. Apresentarei um encontro de conversas, entrevistas, "resenhas", bebidinhas geladas, convidados especiais, debates polêmicos, ritmos e uma roda de samba bem bacana.
          Quem chega na área para sambar?? A BATUCADA do ARMAZÉM. Isto mesmo. Com a participação de sambistas e músicos convidados a turma do Volnei Neves e do Fábio Ananias chega com força para cantar os melhores sambas clássicos e populares. Vai rolar de tudo, segundo a primeira voz dos Bambas da Orgia. Do Monarco ao Manacéia. Do Arlindo Cruz ao Serginho Meriti. coisa muito boa. E o Roberto Nascimento? Além de tocar seus 3 ou 4 cavacos prometeu conversar um pouco sobre composição de samba enredo e sua participação no CETE (Centro de Estudos e Pesquisas de Tema Enredo). E o Rogério Sete Cordas, vai estar na barca?? Sim. O maestro do Armazém e seu pinho, além de tocar falará sobre o processo de composição de um samba canção. E o Dodô Ananias?? Outro convidado que traz na genética muito samba no corpo. No momento: canja musical quem chega é o Alan Barcelos cantando e sambando com o samba "Anastácia". Faltou mais alguém?? Sim. Direto do Rio de Janeiro, seu novo domicílio, a grande dama do microfone carnavalesco de Porto Alegre - Maria Helena Montier. Aproveitando sua visita a amigos e parentes nos festejos natalinos, não resisti e a convidei. Pronta e gentilmente, atendeu o chamado.
             Era adolescente, num passado distante no bairro Medianeira, e a voz da Maria Helena entrava nas janelas das casas vizinhas aos Imperadores, cuja quadra de ensaios ficava na Carlos Barbosa. É mole?? É desse tempo e de muitas outras coisas que nossa ilustre convidada irá conversar conosco.
Vai perder?? Eu não arriscaria...Chopp artesanal gelado, comidinhas de boteco, gente bacana e muito samba bacana.
Vamos??

Onde? Porto Boteco Alegre- av. Érico Veríssimo, 627 - Menino Deus
Qual horário? a partir das 19h, já tem promoção de bebidinhas. O movimento do Armazém começa às 20h30min e termina cedinho, perto da meia noite.
Quanto?? Investimento cultural: R$10,00 masculino e R$5,00 (feminino)



O cordel de Aracaju - Do Nordeste para o mundo




              Passeando pelo Mercado Público de Aracaju na companhia de um parceiro da delegação gaúcha nos JUBS 2014 , estacionei defronte ao Box do Cordel de propriedade do poeta João Firmino Cabral (já falecido). Atualmente, quem comanda as vendas é seu herdeiro biológico Josué Cabral. Sujeito simpático, de boa conversa, inspirado e grato pela obra de seu pai que lhe sustenta até hoje.
              Por alguns minutos manuseamos diferentes "cordéis", variados títulos e autores até escolher alguns exemplares para trazer aos amigos gaúchos. Em meio a tanto texto algo me chamou a atenção?? O moço, filho do poeta João Firmino Cabral, autor de seu primeiro livreto "Uma profecia do Padre Cícero", um agricultor humilde que, alfabetizou-se no extinto MOBRAL e inspirou-se  no amigo de prosa mestre poeta Manoel D'Almeida Filho, infelizmente não é alfabetizado. Conhece boa parte dos textos vendidos e manuseados, porém sem ter o prazer da leitura. Curioso, não??
            Outro dia compartilho alguns textos do personagem chamado "Seu lunga" - uma figura ímpar. E assim registro mais uma de Aracajú. Quer saber mais sobre o cara do Cordel?? Acessa http://www.recantodasletras.com.br/cordel/1801145

Abraços e boa leitura

9 de dez de 2014

Puro Asthral no Porto Boteco Alegre - um espaço cada vez mais com a cara do Armazém



               O Porto Boteco Alegre não para de ousar com sua proposta na cena sambista da Cidade. A cada dia reunindo sambistas de diferentes gerações, com propostas voltadas para a contemplação da maior expressão verde e amarela - o querido SAMBA.
               Nesta terça-feira, dia 09/12/2014, quem "desembarca no pedaço" é a galera do Puro Asthral. Sob o comando do vocalista e percursionista Juliano Barcelos o grupo desfilará um repertório de sambas clássicos e populares que marcaram época no Brasil. A promessa do grupo é de que role de tudo. Do  Guilherme de Brito, Nelson Cavaquinho, Almir Guineto ao Arlindo Cruz. Vai ficar de fora?? "Então deixe de lado este baixo astral, erga a cabeça e enfrente o mal..."
             As mesas da turma de São Leopoldo (do Boni, de São Léo) já está reservada. Chega mais e garante a tua. Eu vou!! E não vou sozinho. Metade do time do Armazém estará por lá também...Duvida?? Então confere.
            Abração
 
                  Edinho Silva

Com a bagagem cheia de doces - Sambeabá no Porto Boteco Alegre





           O Porto Boteco Alegre não pára na ousadia e disposição em transformar-se no mais novo espaço de samba da Capital. Depois de uma agenda cheia de novidades e de algumas coisinhas para matarmos a saudade apresenta a partir do dia 11/12/2014, o Semanal do SAMBEABÁ.
        Depois de uma circulada pelas cidades do Interior do Estado e algumas ações sociais no último final de semana o grupo retoma seus compromissos na Capital e "faz o couro comer" na nova casa da Érico Veríssimo, 627, nas quintas-feiras. Mais alguma apresentação?? Então lá vai: da esquerda para a direita Max Garcia (violão de sete cordas "doido" de tão bom), ao lado Marcos "Reloginho" (pandeiraço apresentado pelo inesquecível Dadinho do Samba Quente), no meio Michael Sampaio (cavaco e voz)...este moço dispensa comentários, afinal o conheço há mais ou menos 25 anos. Ao lado o manager João Marcelo (surdo e vocal) e quem não o conhece no samba de Porto Alegre e na ponta o talentoso percussionista André Silva. A escalação tá feita. Agora é cair no samba com o repertório renovado dos caras e muito verde e amarelo no ar.
          A turma do Armazém do seu Brasil cumprimenta a galera do Porto Boteco Alegre e deseja longevidade no Projeto do Sambeabá.
Abração a todos,

Edinho Silva  

     

4 de dez de 2014

Reunião de sambistas "Pedra 90" - Estamos representados, né mesmo, Carlinhos Presidente??



              Era final dos anos 90 e a rua Riachuelo quase explodia de tanto samba e swing que rolava por lá. No El Bodegon - o Samba Quente dos irmãos Manoel Jeronimo - o nego Lon, do Dadinho e do Maurinho, do Daniel, Gregório e de uma galera do samba agitavam aquele pedaço do centro da Cidade. Não muito distante dali, no La Bodeguita, o samba também rolava solto. Com o Guga, o alemão Charles, Silfarney e o inesquecível, Beto sem dedo, do pandeiro. Isso mesmo. Quem não lembra do Beto do pandeiro?? Suas pancadas com ritmo e energia no instrumento eram demais.
            Circulando entre as mesas do Restaurante La Bodeguita, havia um jovem de nome Carlos Bernardes, promissor atacante do time tricolor da capital gaúcha, que ficava com um olho na bola e outro nos cavacos e pandeiros que esquentavam o samba que rolava no lugar. Um belo dia, o moço cansou da bola (ou a bola cansou dele??) e o mundo do samba ganhou um ousado e bem humorado e talentoso sambista. Quem era?? O Carlinhos Presidente. Isto mesmo. O autor do samba "Só tem traíra", campeão de acessos no youtube, amigo dos amigos e que busca espaço na Cidade Maravilhosa.
             Eu não o conhecia e fui apresentado pelo amigo comum Adriano Trindade (o moço do Sarau dos Artistas). Na despedida de Porto Alegre tive o prazer de acompanhar sua performance na Casa de Cultura, sob a direção artística de outro "cachorro do lacre azul, tipo Liquigás"...o músico e arranjador Didi Ferraz. Coisa chique!! Ariel e Marcelo na percussão e um timaço na retaguarda.
            No último domingo, o Carlinhos representou o Armazém do seu Brasil na cerimônia de entrega do Prêmio Edison Carneiro, no Museu de Arte do RJ. Eu fiquei honrado, afinal o primeiro contato foi feito pelo sambista e compositor, minerucho Fábio Santiago. Não emplacamos o prêmio, mas a indicação e a circulação entre bambas já valeu a pena.
Seguinte: o amigo do sambista Guta estará na cobiçada roda de samba do Quintal do Pagodinho, no próximo domingo, dia 07/12. É mole??
abração, meu velho...e diga a ELE que é tudo brincadeira, pois só tem "traíra em outro lugar"...heheheheehe.
Sucessoooooooooooooo!!!

Edinho Silva

2 de dez de 2014

Dia nacional do samba?? É todo dia...to errado??


Zé Evandro, do Clube do pandeiro, Juçara Pinto, do Samba do Irajá, Rogério Sete Cordas, do Linha de Passe, Eu( Edinho Silva) e Luis Fernando Silva Júnior (produtor musical) em gravação de um dos programas do Armazém


            Afirmar que devemos celebrar o Dia Nacional do Samba, ou Municipal ou Estadual ou qualquer outra interferência institucional seria um equívoco na minha modesta opinião. Por que?? Simples. Um samba é legal todos os dias. Com todo respeito que outros gêneros musicais brasileiros e mundiais merecem, duvido que alguém consiga ficar estático, sem sacudir as pernas ou qualquer outra parte do corpo bem pertinho de alguma batucada. Embora muita gente associe uma roda de samba à uma concentração de bagunça, desordem ou algo parecido, NUNCA TEVE o prazer de ouvir sambistas como Paulinho da Viola, Nelson Cavaquinho, Jamelão, Péricles, Alcione, Elizete Cardoso entre tantos nomes.
               Ainda criança ouvia com meus pais a maranhense Alcione entoar o  samba "...Não deixe o samba morrer, não deixe o samba acabar....O morro foi feito de samba e samba pra gente sambar...". Ele resistiu firme, enriqueceu e projetou muita gente trazendo energia e animação a tantas pessoas. Na última sexta feira, por exemplo, Porto Alegre presenciou uma Velha Guarda da Portela vibrante e energética comemorar os 80 anos da UFRGS, em plena Redenção. Era Monarco, Davi do pandeiro e seus amigos, as cabrochas, o cavaquinista e presidente da Portela, Sérgio Procópio...coisa de gente grande.
              Eu e o Armazem do seu Brasil, estivemos no RJ representados pelo sambista gaúcho Carlinhos Presidente, no I Concurso Cultural do Instituto Edison Carneiro. Coisa chique as indicações. E o blog do Armazém que conta histórias e fala de samba?? Atingindo os 31.000 acessos. E o programa de rádio, na www.radioestacaoweb.com, todos os domingos, das 13h às 15h e nas quartas-feiras, após à meia noite ?? Reprisando suas edições e com uma audiência maravilhosa que beira o 800 ouvintes semanais. É mole??
Então, como todo dia é dia de samba...tenho algumas dicas:
- Hoje, 02/12, tem ato ecumênico cultural com a assinatura do CETE, do meu bruxo Sérgio Peixoto;
- tem Banda da Saldanha no Teatro Renascença;
- Samba do Irajá na Casa de Culltura  Mário Quintana;
- Tonho Croco e amigos no Centro cultura Érico Veríssimo cultuando samba;
- exibição do filme sobre o inesquecível Cartola -

            A história de Cartola, um dos compositores mais importantes da música brasileira e também um dos expoentes mais nobres do samba, é a primeira atração da mostra. O documentário “Cartola – Música para os Olhos” (Brasil, 2006, 85 min), direção Lírio Ferreira, Hilton Lacerda, terá sessões dias 1º de dezembro (segunda-feira, 16 horas) e 12 de dezembro (sexta-feira, às 19 horas);
E nos próximos dias, o Armazém do seu Brasil em edição ao vivo, com sarau, entrevistas, gravação de material e roda de samba. Onde??? Porto Buteco Alegre, av. Érico Veríssimo, 627 - Menino Deus.
      Então, com tudo isso não dá para sambar???
Vamos??

Abraços a todos e VIVA O SAMBA!!!

28 de nov de 2014

Quem é do mar não enjoa !! - mais uma de Aracaju



                Em meio a um volume intenso de trabalho existem alguns escassos momentos de folga. Num destes momentos reunimos o staff da delegação gaúcha e fomos conferir uma dica do motorista da van da delegação gaúcha. Conhecer a Praia da Costa, na Barra dos Coqueiro em Aracajú. Um pouco afastado do centro da cidade o lugar era bastante movimentado.
Parte do nosso grupo não simpatizou muito com o local e, tampouco, com a dica do Adilson motorista. Era muita gente. Um "povo de respeito". Tinha de tudo nas areias. Crianças brincando e correndo atrás de uma bola, cadeiras de praia espalhadas, vendedores ambulantes oferecendo suas comidas, bebidas, tatuagens de hena, picolé, pulseiras uma função que lembrava a praia gaúcha de Cidreira em dia de Revellion.
               Sentamos sob a sombra de um grande guarda sol e logo fomos atendidos pelo dono do quiosque próximo dali. O seu Nilton, proprietário do Bar São José. Um senhor baixo, de pele morena e bronzeada,  castigada pelo sol. De forma ágil e afetiva, logo providenciou uns petiscos, bebidas geladas e algumas histórias locais para animar a manhã. Enquanto, dona Deni fritava os peixinhos, eu e o parceiro de delegação Glauco, ouvíamos atentos as boas histórias do mergulhador profissional da Petrobrás há 30 anos. Falou de tudo. De mergulho, de violência em solo, de peixes, de política, de tartaruga (verdadeira aula), licitações públicas, salários supervalorizados, violência urbana, habitações clandestinas, pré-sal e a vida das tartarugas (verdadeiro Projeto TAMAR de conhecimento empírico).  
              Para finalizar a conversa registro uma frase do  moço sergipano ao responder minha pergunta sobre o bairro luxuoso que seria criado nos próximos meses: "Por comemorar com o progresso?? Onde as coisas evoluem, a violência chega junto". "Não gosto, não" - completou o moço do quiosque.  

Música do Brasil com cheiro de latinidade - CIASAMBA.COM




                Era uma terça-feira de novembro e a convite de nossa filha Karol iríamos abraçar uma nova amiga pela passagem de aniversário num espaço aconchegante da Cidade Baixa.  Nome da amiga?? Sonia. Nome do lugar?? Prato do dia. Surpresas?? Muitas. Começando pelo reencontro de velhos conhecidos. Uma música pra lá de bacana. Músicos com larga experiência nos caderninhos pessoais da noite Portoalegrense. Repertório eclético. Bebidas e comidas a preços justos. Coisa bem boa.
               A banda formada pelo Lalau na bateria (um velho amigo de meu sogro), no violão o "mago" Silfarnei, a percussão do Zé Carlos e mais alguns músicos que não conhecia. As vozes?? Jô Souza e Luiza Helena. Precisa mais?? Não precisava, porém tinha um timaço de amigos "canjeiros" do mais alto nível. Gilberto José (o lágrima na garganta), o Souza (Imperadores até morrer - parcerias das antigas), o Celso Silva (do grupo Nosso Samba), o Biá do pandeiro e muitos outros e outras.
               Ouvimos de tudo, de clássicos latinos a relíquias do samba. As pessoas vibravam, dançavam, cantavam, sambavam numa troca de energia muito bacana.
E para nos despedirmos a banda entoou uma composição de Carlinhos Brown que a Bethania e a Ivete Sangalo gravaram. De arrepiar!! Muito obrigado, AXÉ!!!
Grato pela acolhida a maus amigos e familiares e vida longa ao Projeto da Ciasamb@.com.

Edinho Silva

Serviço:
Muito samba, MPB e músicas latinas
Jô Souza, Luiza Helena e a inquieta banda CIASAMB@.COM
Todas as terças-feiras, a partir das 20h.
Prato do dia - João Alfredo, 199 - Cidade Baixa
Estacionamento em frente     

https://www.youtube.com/watch?v=BnpIHxRgZPk

27 de nov de 2014

Muito Obrigado e AXÉ para todos os amigos do Armazém

 
 
 
 
 
 
 
 
          Prezados amigos do Armazém do seu Brasil e das "alucinações" do Edinho Silva
 
          Chegou a hora, meu povo!! 
        Inicialmente, preciso AGRADECER, de forma MAIÚSCULA todo o carinho, apoio e torcida que recebi dos meus familiares, amigos e simpatizantes na função da indicação ao Concurso Literário. Figurar numa lista seleta de experientes pesquisadores e "trabalhadores" da Cultura Popular do Brasil foi um presente indescritível. Melhor do que isso seria o principal prêmio?? Não. A melhor premiação já ganhei. Foram as mais de 150 manifestações de apoio que recebi. E os números vão subindo....subindo...quase 30.000 acessos no blog. Audiência do programa não baixa de 450 ouvintes. Os seguidores aumentam todos os dias. A produção textual acelera-se. As histórias e causos não param de chegar no email (armazemdobrasil@gmail.com). Acho que a euforia é justificável, pois são muitos os números positivos que chegam ao Armazém. Ia esquecendo, vem aí mais um programa de rádio da familia e um semanal de samba ao vivo. Vamos ou vão pipocar??
   No próximo domingo, dia 30/11/2014, às 19h, no Museu de Arte do Rio (http://www.museudeartedorio.org.br/) (Observem a elegancia do lance?), estará ocorrendo a quarta e última etapa do Premio Edison Carneiro, que consiste na avaliação das propostas finalistas pela Comissão Julgadora. Na ocasião serão divulgados junto com a relação dos contemplados em cada categoria com os troféus, medalhas e diplomas de participação na  Cerimônia de Entrega do Prêmio Edison Carneiro. Infelizmente,  por impedimentos profissionais não poderei estar presente para acompanhar de perto a função. Serei representado pelo parceiro do Armazém, Carlos Bernardes - o Carlinhos Presidente e sua mulher e parceira Sandra Britto. O moço citado, em meio a ensaios para realizar sua estréia no quintal do Zeca Pagodinho fará este esforço de representar nossos interesses tanto na Cerimonia de entrega dos prêmios como no III Congresso Nacional do Samba, nos dias 01 e 02 de dezembro, promovido pelo Instituto Edison Carneiro e outros parceiros como a UNIRIO, Fundação Palmares, Portal do Carnaval, RIOTUR e muitos outros.
As seções do Congresso serão transmitidas pelo facebook  (acessível em: https://www.facebook.com/events/639684549475695/ ) e através de um canal pela webTV que divulgarei mais tarde.
          Faltou alguma coisa?? Faltou...AXÉ para todos e MUITOOOOOOOOOOOO "Gradecido" como diz o Zé Limoeiro, o novo personagem do Armazém.
Beijos e abraços a todos.

            Edinho Silva

https://www.youtube.com/watch?v=-yjXxHR8RBE

25 de nov de 2014

Sambar não é pecado - Viva o CETE e o Samba!!




Fábio Verçoza - rei momo de Porto Alegre e Sérgio Peixoto (CETE)

              Reconheço minha juventude nas questões que cercam o samba. Na infância ouvia com meus pais discos do Jamelão, do Noite Ilustrada, Clara Nunes, Alcione, Martinho da vila, entre outros. Nossa família não tinha tradição carnavalesca, porém o samba era o ritmo que embalava as festas de aniversário lá em casa. Como costumo dizer a amigos mais próximos, o samba e o Carnaval chegou bem cedinho aos meus ouvidos e à minha alma. Vizinho à minha rua havia uma escola de samba pequena no tamanho, mas grande na energia: Unidos do Umbu, do talentoso Luis Fernando MENECA. Seus sambas embalavam os sonhos dos vizinhos da Medianeira. E no dia do desfile?? Aquela chuva torrencial em plena avenida. Os carnavalescos da época devem lembrar. Umbu na avenida, era chuva na certa. Enfim, lembrança muito boa. Neste mesmo período os Imperadores do Samba ensaiavam na Carlos Barbosa. E quem cantava seu samba enredo?? Maria Helena Montier e seu vozeirão harmonioso. Outro dia conto mais sobre este tempo.
              Outro dia me perguntaram se eu tocava algum instrumento?? Respondi: "Infelizmente, não toco, não componho, não canto, não sei sambar, nunca desfilei na avenida, não usei fantasia e nem coordenei nenhuma ala". Isto me faz ser menos carnavalesco ou menos sambista?? Claro que não. Aprecio, acompanho e respeito há muito tempo todas estas manifestações culturais populares. Qualifiquei-me na AECPARS como "avaliador de Carnaval" tendo aulas com Zé Cartola, Maestro Mota, Deoclécio de Souza, Claudinho Macedo e tantos outros. Nesta jovem caminhada, construí algumas relações de amizade entre elas a de um incansável e experimentado sujeito chamado Sérgio Peixoto - principal liderança do CETE - Centro de Estudos e Pesquisas de Tema Enredo e Memoria do Carnaval, uma espécie de instituição ativa e fonte geradora de informações da arte momesca e de preservação do samba e do carnaval em Porto Alegre.  Em 2010, convide-o para participar de um projeto cultural e conversar com os convidados sobre o tema. Na ocasião pude num curto espaço de tempo (precisamente 45 minutos), identificar uma significativa parte da história do Carnaval através de seu relato.
              Pois, a ousadia do moço e seus apoiadores não para. No próximo dia 02 de dezembro de 2014, terça-feira, a partir das 19h30min, o CETE promove a Celebração ao Dia Nacional do Samba. Onde? No belo espaço da Igreja da Paróquia Nª Senhora das Dores, na Rua dos Andradas, onde será montado um palco para uma celebração de uma cerimônia inter-religiosa que contará com bênçãos religiosas, através de representantes do do Conselho Estadual da Umbanda e dos Cultos Afro Brasileiros, da igreja católica (anfitrião Padre Almeida - pároco da Igreja das Dores) e a benção das águas, que será ministrada por frei Suzin, para a lavagem simbólica das escadarias do templo. (Comunidade Maria da Conceição/Pastoral do Negro). A parte artística estará a cargo do grupo Afrosul e do coral Cecune. Na parte externa da igreja, ocorrerá a bênção aos estandartes presentes e, logo em seguida, uma bateria acompanhada de intérpretes convidados fará o Samba ecoar pelo centro de Porto Alegre. E assim a UDESCA (União dos destaques de Carnaval de Porto Alegre), o poder público representado pela Secretaria Municipal de Cultura, o Conselho Estadual da Umbanda e dos Cultos Afro Brasileiros, AECPARS, LIESPA,UECGAPA,UDESCA, Coral Cecune, Codene, Afrosul, entre outros serão recepcionados e contemplados pela iniciativa do CETE.
              Quer mais ousada e brasileira mostra de plenitude nas cores verde e amarela?? Aqui no Sul nunca ouvi falar. Vida longa à cultura popular!!!
Nosso abraço forte ao Sérgio Peixoto e a toda galera do CETE.
                  Eu e a turma do Armazém do seu Brasil já garantimos presença. Vamos??

Edinho Silva

20 de nov de 2014

Encontro com Zumbi dos Palmares - mais uma de Aracaju



                  Mesmo que tenha lido poucas coisas a respeito do tema, busco sempre que posso compreender (?), apropriar-me e propor reflexões sobre a luta de Zumbi dos Palmares. Confesso a voces que em algum momento da minha vida, principalmente após a leitura de um artigo de um professor e doutor da UFMG que desvendava na ótica dele, muitas "verdades" sobre o herói negro. O material falava sobre a forma ditadora e o "alto preço" pago pelos irmãos negros pagavam para conviver com o líder. Como na ocasião, meus olhos estavam focados em outras direções não copiei as referências e, tampouco, guardei a matéria sobre o tema. O tempo foi passando e as oportunidades de discussão, amadurecimento e (por que não,?) inquietação foram surgindo. Mas sinceramente o que importa isso em meio a tanta exclusão social, injustiças e carência de oportunidades mundo afora?? Praticamente, nada. O repúdio a tudo isso deve ser muito maior. Nem comentarei o inesquecível "Crime do Homem errado", ocorrido em Porto Alegre, no dia 14/05/87. As pessoas diretamente envolvidas tem motivos para chorar até os dias de hoje. Nós, a média distância, que nos afetamos com situações como estas também somos atingidos. E aquelas pessoas que estavam do outro lado?? Não merecem uma linha deste modesto texto.
                 Conversando outro dia com um aluno africano, academico da Federal, em estágio de mobilidade academica fui alertado para detalhes interessantes sobre a força dos poderosos e domínio do Capital mundial sobre as riquezas daquele pedaço de mundo. Enquanto a fila do RU não andava, o moço falava sobre a violência urbana, sede de poder, injustiças sociais e a força das armas que chegam na calada da noite para potencializar aqueles simpatizantes da ganancia e da riqueza às custas de suor alheio. Na preliminar do "bandejão"  recebi aulas de Economia, Geografia, Antropologia e muito mais. O novo camarada africano falava do sentimento de quem ouviu falar que seus avós viviam uma vida dura, mas sem violência. Com a chegada "das armas", desembarcou também a fúria pelo dinheiro, poder e cada vez mais concentração de riqueza.
                 Discutir hoje, 20 novembro, meu repúdio à intolerância religiosa, sexual e racial não quero. Desejo sim, provocar reflexões TODOS os dias sobre estas questões. Fico triste com as super lotações nas cadeias brasileiras?? Claro e quem não fica?? A grande maioria, como dizem Caetano e Gil, na música Haiti...é de pretos, quase pretos...."  Pra ver do alto a fila de soldados, quase todos pretos... Dando porrada na nuca de malandros pretos
De ladrões mulatos e outros quase brancos
Tratados como pretos
Só pra mostrar aos outros quase pretos
(E são quase todos pretos)
Como é que pretos, pobres e mulatos
E quase brancos quase pretos de tão pobres são tratados
E não importa se os olhos do mundo inteiro
Possam estar por um momento voltados para o largo
Onde os escravos eram castigados
E hoje um batuque, um batuque
Com a pureza de meninos uniformizados de escola secundária
Em dia de parada
E a grandeza épica de um povo em formação
Nos atrai, nos deslumbra e estimula.
                Chega né?? Continuemos atentos e celebrando a vida..a existência de Milton Santos, Abdias Nascimento, Zezé Mota, Clementina de Jesus, Zumbi dos Palmares, Dom Gílio Felício, Mãe Menininha, Antonio Cândido, Oliveira Silveira e muito outros.  E minhas perguntas sem respostas??  Quer saber algumas delas?? Por exemplo: por que condena-se o sacrificio de animais para os ritos africanistas, considerando crime, enquanto estimula-se a criação de animais como as chinchilas para transformarem-se em casacos chiques. E as caçadas propriamente ditas?? Sei lá...vida esquisita, não??

Edinho Silva

Ta surgindo o mais novo parceiro cultural do Armazém - PORTO BUTECO ALEGRE



              Inspirados na imagem que Porto Alegre detem no cenário cultural e gastronomico do Brasil, os jovens e ousados Fernando Maeda e Rodrigo Bottin decidiram tornar mais um sonho da dupla em realidade. Nasce na capital dos gaúchos um amplo espaço aconchegante, de bebidas geladas e de preços justos, um cardápio de botequim com o sabor da alta gastronomia (né mesmo, chef Tiagão?), um atendimento personalizado comandado pelo ágil e acolhedor Tiago (o gerente caminhador), um chopp artesanal bem bacana, pratos temáticos, bilhar, estacionamento ao lado, segurança, boa música, uma boa proposta cultural e tudo que os melhores espaços do gênero podem oferecer. Muita coisa legal está sendo planejada. De lançamentos de livros, vernissages, mostra de produções  autorais, Saraus temáticos, artes plásticas e outras coisitas. Estou falando do PORTO BUTECO ALEGRE - av. Érico Veríssimo, 627 (antigo Barzinho e violão) 
            E como foi o primeiro evento da casa?? Putz...emotivo e cheio de energia. Parentes, amigos, parceiros, famosos, anonimos, jogadores de futebol, empresários, profissionais liberais, jornalistas, donas de casa, GENTE. Isto mesmo. GENTE que gosta de gente. Exagero?? Não. Do alto da leveza e alto astral da vó Maria Helena Cirne até a desenvoltura da doce e pequena Gigi. Muitas gerações envolvidas no processo de energização. Para "sacudir" o evento de inauguração, uma jam session verde e amarela de dar gosto. Sob o comando do violão de Sete Cordas do Rogério Pereira, o vocalista do Puro Astrhal, Juliano Barcelos e mais seus parceiros, Mano do cavaco e Lucas Barbosa, entoaram sambas clássicos e populares.
Faltou alguma coisa?? Sim. Anunciar que, o novo empreendimento PORTO BUTECO ALEGRE estará apoiando o Armazém do seu Brasil as diferentes ações culturais previstas para 2015. Uma delas é a terça-feira do seu Brasil. Entrevistas, bate papo, roda de samba, causos, gravações e muitas outras novidades.
           Para que a cena cultural da Cidade fique cada vez mais tri legal te convido a conferir conosco a programação do lugar que começa na sexta-feira.
          Espia só??

sexta-feira (21/11) - Projeto SAMBAH, acústico de swing, balanço, MPB e muito samba com 
                                                   Filipe Melara e Paulinho TNA 

sábado (22/11) - SAMBA GRADUADO - roda de samba universitária - Amigos do Cantakgente e                                                                                                                                              convidados

Vamos?? To reservando uma mesa para nós bem pertinho da pista. Que tal??

Abração,

Edinho Silva  - blogueiro, radialista, academico de jornalismo e de Gestão Desportiva e de Lazer    

E sob a capa do "homi' o NOSSO buteco possa ter uma vida longa,cheia de estórias e alegrias.

                            https://www.youtube.com/watch?v=F21td0MgXvA                                                    
   

Espaço para colorados no Armazém - mais uma de Aracaju



              Chegávamos ao espaço onde eram concentradas as delegações esportivas que participaram do JUBs 2014, eu e os professores Francisco (Chefe da delegação gaúcha) e o Queiroga (Presidente da FUGE) quando deparamos no pórtico do lugar com um simpático trio de sergipanos - o mais velho Pedro Ferreira e os "falantes"Adão (6 anos) e Joaquim (8 anos). Os pequenos foram logo perguntando se éramos do Sul e se gostávamos de futebol. Foram levados aos espaços esportivos, pois os meninos AMAM futebol.
            Enquanto um dos meus colegas dirigentes conversava com os meninos, "engatei" um bate papo com o mais velho Pedro. A primeira pergunta que ouvi foi a seguinte: "Voces são de Porto Alegre ou do Interior do Estado??". Respondi que era de Porto Alegre e torcia pelo Grêmio. Pedrinho como é conhecido disse-me que morava no bairro Menino Deus há dois anos e era jogador colorado da equipe treinada pelo ex-goleiro Clemer.  Estava em Aracajú visitando seus pais e um pouco saudoso do sotaque gaúcho. A  conversa foi ficando animada e cheia de humor a partir da interferência dos "pequenos". Após um longo papo prometi ao jovem e simpático atacante Pedrinho Ferreira comparecer ao Beira Rio para prestigiá-lo.
           O que faria um gremista gaúcho abraçar um sergipano colorado na Padre Cacique?? Simples. O acolhimento recebido pelos meus novos amigos Pedro, Adão e Joaquim. Por breves momentos pude transpor fronteiras e imaginar como deve ter sido positivo a vivência de minha filha em Portugal quando encontrou alguém do Brasil. E assim deve ser a vida. Primeiro a relação entre as pessoas, depois as paixões clubisticas e coisas do gênero. To errado, produção???

Edinho Silva - em Aracaju




Simpatia em azul e branco comemorando o aniversário da dona UFRGS




                Dando prosseguimento às comemorações dos 80 anos de vida a "Federal" mais antiga de Porto Alegre traz para um espetáculo a céu aberto um outro "time da pesada" e cheio de histórias para contar. Capitaneados pelo sambista e compositor Monarco, o pai do Mauro e do Marquinhos Diniz, avô de outras talentosas vozes na nova cena sambista (entre elas a Juliana Diniz) a Velha Guarda da Portela desembarca no Parque Farroupilha com o elenco completo. Em meio a tantas expressões de talento, o cavaco vem nas mãos de ninguém menos do que o atual presidente da Portela. Isto mesmo. O ousado e virtuoso compositor Sérgio Procópio acompanha seus antecessores. 
           Em meio a tanta história e simpatia do samba brasileiro preciso confessar um apreço diferente por uma das damas do pedaço. Estou falando da tia Surica. Ela mesma, famosa por suas feijoadas e rodas de samba.
                Vai perder?? Eu não. Galera do samba do cachorro, do extinto Andaraí, do Samba do Irajá e de todos os apreciadores de uma boa música verde e amarela. 
Vamos??
Edinho Silva

Serviço:
Data: 28 de novembro -  sexta-feira 
Horário: 19 horas
Local: Parque Farroupilha

*em caso de chuva o evento será transferido para o dia 29 de novembro