4 de set de 2015

Em tempos difíceis?? "...Papai do céu ajuda..."

(Foto: Susi Tesch)
 Foto: Susi Tesch -   http://www.unicos.cc/luiz-melodia-encanta-plateia-lotada-do-salao-de-atos-da-ufrgs/#.Ven1zstRHIV


"...Vamos plantar muito amor
Se não der certo muda
E na estante um Buda

O mundo está sem direção
Miséria, armadilha e arpões
Então beije, faça amor sem pudor
E na orelha arruda..." 

                                   Papai do céu ajuda - Luiz Melodia


                  Num dia pesado em Porto Alegre (ou seria Triste?) em tempos de manifestos para todos os lados, dancinhas descompromissadas na Feira do Agronegócio, transporte coletivo em chamas, trabalhadores públicos sendo maltrados com "migalhas" de salário (enquanto outros do mesmo patrão recebem aumentos salariais, o enérgico Jardim Botânico ameaçado de privatização, a Redenção e "sua cerca maldita", o consumo de drogas aumentando em todos os cantos da cidade, o medo nas ruas, filho batendo em mãe, namorado esquartejando namorada. Eta vida de cão.
                  Pois, nem tudo está perdido...quero acreditar!! Na noite deste mesmo dia, na companhia de um amigo, fã e ídolo, Rodrigo Bronquinha, fui ao Salão de Atos assistir o "negro gato Luiz Melodia" no Projeto da PROREXT - Unimúsica 2015 - IRREVERENTES. O espaço estava lotado de pessoas felizes e esperançosas para conferir os novos sucessos do carioca do morro do Estácio, que não gravava novidades há 13 anos. Com uma banda pulsante, sob o comando do guitarrista e parceiro de composições, Renato Piau que desceu do Piauí direto para Porto Alegre, foi possível conferir que a alegria, bom humor, charme, simpatia e irreverência do "Pérola Negra" continua em alta. Num show que durou um pouco mais de 60  minutos (o suficiente para nos recompormos do dia cinzento que marcou Porto Alegre), relembramos clássicos e vibramos com as novidades.
                  Reencontrei amigos e pessoas que não via há muito tempo. Pude ser acolhida pela minha filhota Karol, concentrada no seu ofício de trabalhar em eventos artísticos e, confesso, senti muita falta da minha cara metade Patrícia Venturela, para ouvirmos juntos, de mãos dadas, a estrela da noite cantar as canções que falam de amor de uma forma bem humorada e direta  no peito.
                   Aos idealizadores de projetos como este, que trazem cultura e arte, de forma gratuita e democrática a todos interessados, meus sinceros cumprimentos. À responsável pela concepção e idealização do Projeto, Ligia Petrucci desejo sinceramente que em todas oportunidades futuras em que forem "pensadas" novas ações musicais possa olhar em alguma direção para acolher vibrações e inspirações. Foi o "homi" que falou: "...o Papai do céu ajuda...". Meu carinho a todos envolvidos nas funções que ocorrem  no Salão de Atos.
 
Edinho Silva