22 de mai de 2012

LUMINOSIDADE total

           


             Quando recrutado pelo Rogério Sete Cordas para pensar uma ação musical que envolvesse seus trabalhos e seus amigos, coloquei minha cabeça a funcionar. Por que recrutado?? Sim, convite de amigo é ordem.
             Continuemos...surgiu uma idéia de show numa sala de teatro, um pouquinho de cenografia, músicos talentosos, convidados bacanas, iluminação e som de primeira. Pronto!! Assim nasceu LUMINOSIDADE - um encontro de LUZ e PAZ. Na direção musical, o Rogério aprontou das suas. Convidou o professor Luiz Palmeira para organizar a função das partituras, dos músicos, dos ensaios e do alto astral que imperou desde o início. O mocinho chamou o Fábio Cabelo para o cavaquinho e o Elias com seu bandolim. Na conta do Rogério vieram o lendário e cheio de ritmo Cássio Luis e seu belo surdo, o Vini no pandeiro e eu, apadrinhei, a representação musical do Armazém do seu Brasil, Volnei Neves(tantan). A banda fixa estava pronta. E os convidados??
            O Rogério foi listando um a um: o romântico Ary Fernando, a voz do morro do nego EDU, a simpatia da Claudinha Barulho, a irreverência de seu pai Paulinho (tio Paulo), a cadência do Antonio Lemos e a energia da Batucada do Armazém (Roberto Nascimento, Gilmar Dornelles e Fábio Ananias). Tudo isso sob o olhar atento de Oxalá, representado em sutil espaço na cenografia.
            Precisava mais?? Sei lá, com este timaço era só trazer a "pecuária", o sal grosso, o carvão e liberar o freezer da cerveja e passar as próximas 12 horas de samba, na sua mais pura essência.
           E o resultado?? Lágrimas, risos, emoções, pessoas felizes e muita energia no ar. 
           Eu, onde estava?? Sentado numa mesa ao lado do palco, cheio de satisfação por ter me aproximado deste povo.
           E que venha o próximo...no segundo semestre.

Edinho Silva


Em tempo: Quer dar uma espiada nas fotos do evento?? Procura o Rogério. São muitas e estão muito legais.

Bailão cultural?? É tudo nosso...


" Papel e caneta na mão pra anotar
A receita que agora nós vamos passar
Uma pitada de felicidade
Com alegria pra começar”
                      Assim começa a música O COZINHEIRO, de autoria de Kako Xavier e Amaro Radox




            Neste clima de batuques, maçambiques, violões, palmas na mão, sorrisos largos e muita energia a  Tamborada  prepara-se para subir no palco da Tafona da Canção, reconhecido festival de arte, música e cultura que acontece nos dias 25 e 26 de maio, na cidade de Osório/RS.
            E a ginga de corpo não pára por aí, pois no dia 27/05/2012 (domingão), a partir das 19h, o famoso João Gilberto Bar, casa noturna localizada no coração de Pelotas, recebe a quinta edição do Bailão Cultural.
            Com muitos convidados especiais os requebros, as gingas, a sensibilidade e os ritmos garantirão toda a emoção que o encontro propõe.
             Eu, o Kako Xavier, a turma do Armazém do seu Brasil e a galera da Tamborada esperamos todos, hein??                                                                        

Serviço:
Quinto Bailão Cultural - Tamborada recebe seus amigos
Onde? João Gilberto Bar - Pelotas/RS
Quando? 27/05/2012 - domingo - a partir das 19h
Maiores informações? acesse http://www.bailaocultural.com.br/

21 de mai de 2012

Deficiencia física não é brincadeira



  1. Pois, o Vladimir do pandeiro, era bom de samba e sedução. Não poupava ninguém do seus galanteios. O bicho era triste. Logicamente que, a maioria batia na trave e o moço quase sempre errava "o tiro". 
  2. Certa vez conheceu uma moça pelas redes sociais e engatou um namoro virtual firme. Detalhe da condição do mocinho - o cara era casado. Ginástica completa para o primeiro encontro. Compras de roupas e sapatos novos, desculpas em casa, aquela função toda.
         O cara iria trabalhar a durante o dia, no intervalo do almoço compraria a "beca nova" e o "pisante" e na noite iria ao encontro da nova presa. Em casa, a desculpa esfarrapada da hora extra já havia rolado. Tudo sob controle.
        Finalzinho do dia, o nego Vladi, bem vestido rumou para a parada de onibus quando foi interceptado por um colega de trabalho e sua motoca. "Não quer uma carona, Vladimir!!" - perguntou o amigo. "Te levo na carona da moto. É mais rápido!!". O cara aceitou e rumou ao encontro da "princesa" como ele se referia.
        Ao desembarcar da moto, seu parceiro percebeu uma forma estranha de caminhar do Vladimir (andando com alguma dificuldade, parecendo com alguma deficiência física na perna). Assustado o condutor da motocicleta perguntou ao moço: "Negão!! Queimou tua panturrilha na surdina da moto!!O que aconteceu!!". Os dois amigos forma verificar o que havia ocorrido e descobriram que o Vladimir encostou o salto do sapato novo na correia da moto. E com isso , logicamente, caminhava torcendo a perna. Dona Morena afirma que, o "triste" era cara de pau mesmo e que iria de qualquer jeito ao tal encontro.
        O Vladi com um sorriso maroto no rosto afirmava, "pior do ter problemas físicos é não ser correspondido no amor". Que lindo, não acham!!