14 de mar de 2014

Que é bom da cabeça não pode perder, hein??

                            eles não caminham, mas sambam sobre as águas..chupa jizuis!

                                                                           fonte: http://www.nivea.com.br/



No ano em que Lupicínio Rodrigues completaria 100 anos, Porto Alegre sediará muitas "funções" no mundo do Samba. Além da manutenção das já consagradas rodas de samba locais (Samba do Cachorro, Samba do Irajá, Puro Asthral e seu samba de terreiro, etc), as produtoras da terrinha preparam e organizam suas agendas para 2014 (Benito di Paula, Revelação, Arlindo Cruz, Bom Gosto, Casuarina, Fundo de Quintal, Zeca Pagodinho, entre outros são aguardados ansiosamente).
A "acadimia" UFRGS, que completa 80 anos celebra em novembro com a presença da Velha Guarda da Portela, em Novembro. Em setembro, aguarda-se a cantora Adriana Calcanhoto, interpretando Lupi. Só isso?? Que nada...no próximo domingo, todos rumo ao Anfiteatro Por do Sol que recebe o show de estréia da temporada 2014 - do Projeto Nivea Viva o Samba. Nesta ocasião olhando para o Guaíba os sambistas: Martinho da Vila, Roberta Sá, Alcione e Diogo Nogueira poderão interpretar seus clássicos e populares sambas.
Quer mais?? Acessa www.radioestacaoweb.com e curte Armazém do seu Brasil e sua seleta trilha musical.
Vamos??

Abraços e bom samba a todos

Edinho Silva





10 de mar de 2014

Ziriguidum na rua?? Ou seria na alma e nos corações??



                Parecia ser um dia como qualquer outro no agitado, divertido e animado Carnaval da Cidade Baixa em alta. Para alguns poderia ser, mas para um time de amarelo e verde identificado como ZIRIGUIDUM BATUCADA SOCIAL CLUBE não era. Capitaneados pelo incansável, Flávio Muller "Guerreiro", na companhia sempre presente de sua mulher e porta estandarte Denise, o bloco que estreava no circuito chegava para sacudir a Cidade Baixa. 
              O repertório, cuidadosamente escolhido, pela talentosa cantora Camila Pereira e seu time de músicos companheiros de exaustivos ensaios misturava frevos, sambas, pop rock, reggaes, samba do bloco, hits gringos e marchinhas de outrora. E a harmonia na "responsa" de quem?? Os cavacos eram divididos pelo Sérgio Bugio Ricardo e pelo Rafael Silva. No violão, o Fábio Mazzo. Nos metais, o Jorge Bagé e seu parceiro que minha emoção fez esquecer seu nome. Tinha um toque samba enredo também. Nos microfones, Mauro Sorriso e nego Maique no apoio vocal. E na regência dos "couros"?? Mestre Luis Roberto, com sua timidez habitual, comandando com vigor os "zirigas" batuqueiros. No meio da função, o experiente Luiz Jaka e um time da pesada de percursionistas. E os simpatizantes, amigos, foliões e passistas identificados com o bloco?? Coisa muito bacana. 
             Resultado de tudo isso?? Simples. A contemplação e energia como  mostra a imagem da luz que ilumina o caminhão no momento da apresentação.  Parece pouco?? Mas não é. A passagem de Ziriguidum na Cidade Baixa representa um novo momento cultural na vida de cada uma das pessoas que participaram de alguma forma da construção e realização do projeto. Entre dificuldades, lágrimas, risos, abraços, ritmos e danças, tranquilamente, posso parafrasear Frejat. Dia 08/03/2014, Dia Internacional da Mulher a rua João Alfredo viveu "um puro extase".
Vida longa ZIRIGUIDUM!!!
 
Edinho Silva

Preto na tela e no campo



           Neste momento, após os episódios racistas recentes do mundo da bola envolvendo o árbitro Márcio Chagas da Silva, os jogadores Tinga e Arouca seria uma atitude oportunista e politicamente correta apresentar alguma consideração?? Sinceramente, não vejo dessa forma. Em 2013, apresentei no Programa de rádio "Armazém do seu Brasil" uma proposta de reflexão sobre a participação dos negros no Futebol. Na oportunidade, compartilhei um depoimento do treinador Lula que denunciava a escassez de oportunidades para os treinadores negros nos principais clubes brasileiros. Naquele momento, apenas o treinador Cristóvão Borges estava em atividade (no Vasco).  Atualmente, o ex jogador Jaime de Almeida Filho, treinador do Flamengo, mantém a ponta de destaque no cenário dos grandes clubes. E os outros treinadores, onde estão?? Negros no comando dos clubes, os dirigentes?? Parti para a pesquisa e desisti. O número é tão pequeno e espantoso que não levei adiante a pesquisa. Outro dia, comento um pouco mais sobre a história do Fluminense, o tal time do pó de arroz.
           Por que falar das oportunidades e não das manifestações agressivas?? Simples. Entendo ser um racismo calado. Atletas de pele negra talvez sirvam para marcar gols, dar dribles, defender ou impedir grandes jogadas. E planejar taticamente as equipes?? Ora, chance para pensar?? Pra que?
E o assunto do momento: ofensas ao árbitro Márcio Chagas da Silva, bananas no carro e gritos vindos da torcida?? Quem o conhece pessoalmente, como EU, não consegue imaginar o trato, educação, cavalheirismo com que trata seus alunos, pares árbitros, pessoas próximas e principalmente, os atletas das equipes envolvidas nos jogos em que atua. Com destaque nacional suas atuações são marcadas pela rigorosa aplicação das regras do futebol e o tratamento dados aos jogadores. Numa manifestação imediata ao fato, o jogador D'Alessandro manifestou-se apoiando da seguinte forma: " Tô contigo, Márcio. Não tem cor, religião nem nada que faca diferentes as pessoas, somos todos iguais !". E assim sucederam-se manifestações Brasil afora.
          Torço do fundo do meu coração que, o jovem treinador Roger Machado, atuando no Juventude, de Caxias do Sul, cidade vizinha a Bento Gonçalves, tenha muito sucesso na condução do time alvi-verde. E que um dia possa ler em notas garrafais que a Deise Nunes juntamente com as musas do Carnaval 2014, Juliana Alves e Cris Vianna, as atrizes Camila Pitanga e Adriana Alves (na foto com o francês Olivier Anquier) recepcionando a atriz mexicana, quase queniana, Lupita Nyong'o (premiada com o Oscar de melhor atriz coadjuvante) numa futura FENACHAMP - Feira nacional do champanhe.
       Seria moda respeitar PRETOS, AMARELOS, INDIOS, BRANCOS, AMARELOS, MARRONS?? Prefiro acreditar que não. E parafraseando, a atriz premiada:"Não importa de onde você venha, seus sonhos valem a pena". E assim seguimos nossas maluquices, Armazém do seu Brasil afora, amando as mulheres lá de casa. Uma loira, uma ruiva e uma morena.
Tenho dito.
 
Abraço a todos, Edinho Silva.