22 de dez de 2015

Aniversário do Edinho - parte II



               Nominar pessoas é sempre um risco para a memória falhar. Azar!! Correrei o risco...
              Começarei pela minha casa. MUITO OBRIGADO, minha doce Patricia Venturela pela parceria de sempre. Se for para comer sopa de garfo, macarrão de colher ou churrasco com talheres plásticos nem te aborrece, estás a meu lado. Às minhas filhas, a pretinha Karol (produtora e responsável pela Ventu Produções) e a clarinha Polyanna, que levou  no ventre, o Ricardinho (quem sabe um futuro roqueiro, um sertanejo ou quem sabe um pagodeiro??), ao Nelson (meu primogênito), à Rosangela (não esqueci tuas aulas de percussão...), ao Manoel Jeronimo - Nego Lom (responsável por me apresentar esta terra de Malrboro chamada SAMBA), ao Denis e à Raquel (amigos novos na conta do LOM), ao Rogério Costa (discreto sambista. Conhecem algum XAVANTE silencioso??), às gurias da Urguis (Cris, Sô, Jacira, Amanda, Lisete, Salete), aos afilhados Morenos (Aninha e Diogo), ao Leonardo Verna (e seu tênis retrô...vai me emprestar no verão) e a Vic representando o povo dos Verna, ao Jaime Eduardo, à Tamara e à Cintia (trio que cantava todos os sambas que vinham do palco) e por fim, o Ciríaco Fernandes - o dog chefe, direto do Samba do Cachorro para o meu convívio. Faltou alguém na mesa?? Talvez, porém os compromissos pessoais foram impeditivos.
              Ia esquecendo...MEU MUITO OBRIGADO ao Carlinhos Presidente e à Sandra de Brito e demais envolvidos no Quintal do Presidente pela acolhida. E a homenagem "Irreverência do samba"?? Putz...soco no peito!! Já tá na estante de casa. Ao lado do texto indicado no Concurso Nacional Edison Carneiro, do Rio de Janeiro.
              Acho que, todas os sonhos e devaneios em nome do Armazém do seu Brasil lentamente vão tornando real a fantasia de participar de uma animada roda de samba, tolerante com o  próximo, solidária com quem precisa, energética, ousada e perseverante como víamos no Pagode do Andaraí (como diz o Rogério no samba "Encontro de Paz") e no Samba do Cachorro.
Acho que era isso!!!
 
Valeu muito!! Abração,   Edinho Silva
  
 

Festa presidenciavel - Quintal do Carlinhos Presidente e aniversário do Edinho







                 Dezembro é um mês agitado para todas as famílias. Já repeti esta afirmação infinitas vezes. São os impostos e taxas de todos os anos, decepções, alegrias, frustrações, doações de alimentos e de afeto, corridas natalinas, comilança, etc. Além disso, festejo meu aniversário (19/12) como já falei outro dia numa outra postagem.
               Costumo reunir pessoas (ou tentar reuni-las) em locais diferentes a cada ano. Existem aqueles que estão sempre por perto. Outros, por força de suas atividades pessoais acabam não comparecendo. As justificativas são as mais variadas. Do batizado de capoeira do filho, à dor de barriga da neném, passa pela festa da firma, ou porque não gosta de samba. Tem uns que não aparecem porque imaginam que convidei outros desafetos. Tem aqueles que não dizem nada e, alguns meses depois, dizem que lembraram, mas que não lembram a razão, porém ficaram impedidos de comparecer. Sei lá!! Fazem falta?? Nem sei ao certo...
                Em 2015, envolvido com a arrecadação de brinquedos à uma Escola Pública da Zona Norte fui buscar parcerias a um amigo  novo - Carlinhos Presidente que apresentaria no dia 20/12/2015, no Boteco Tipo Exportação seu Natal Solidário e último Quintal do Presidente do ano. Acolheu a idéia prontamente e, através da Edna Souza, responsável pela Produtora 7 Marias, disponibilizou os tais brinquedos. Tão logo confirmei que comemoraria meu aniversário no Quintal do Presidente, recebi a notícia de que o material de divulgação estava sendo providenciado e os convidados do samba avisados.
              Consegui reunir para a roda de samba minha querida família (até meu neto Ricardinho, na barriga da Poly mexia diferente ao som do samba), amigos próximos, velhas amizades e algumas que estão num processo inicial. Enfim, a mesa reservada ao meu aniversário registrava muita coisa legal. Sambistas e amigos chegavam sozinhos ou acompanhados (Juliano Barcelos, do Puro Asthral, por exemplo, desembarcou com seu núcleo familiar, seu pai Cadinho e sua mãe Vera Daisy). A festa era pura empolgação. Meu parceiro blogueiro que "milita" no samba, Régis Ochoa, cruzou a cidade para me abraçar e ofertar um mimo do SAMBA RS.
              O mais surpreendente estava sendo reservado pelo anfitrião da noite, Carlinhos Presidente. Fui agraciado com a "Comenda Irreverência do Samba" pelo trabalho que faço (embora num formato formiga!!) na conta do Armazém do seu Brasil. É pouco?? Nada. Compartilhar de honraria ao lado do jornalista José Augusto Barros, especialista em música e colunista do Diário Gaúcho já paga o ingresso.
                Além do "Parabéns a você" interpretado pela banda Sem Jabá (Alequis Luis, Rovanir Bombom, Sassá, um outro parceiro que não lembro o nome e pelo baterista/percursionista Wainer, dos tempos de Cantakgente), tivemos no palco e nas homenagens o Willians do Cavaco, Nego Lom do Samba Quente, o caxiense Leno Bueno (a maior manifestação de Beto sem braço do RS), o Cecé, o Juliano, o Beto Ortiz (e a galera xavante que o acompanhava) e o anfitrião Carlinhos Presidente (comprometido fisicamente com um problema de voz) fizeram a trilha sonora do evento. Ou melhor, da festa PRESIDENCIAL.
                      Valeu demais!!!

                                  Edinho Silva 

21 de dez de 2015

Pra combater a dureza da vida? Precisamos falar "na lata"

 
 
                  Durante o mês de dezembro, o espírito natalino atinge muita gente. Os parceiros do Armazém do seu Brasil não são diferentes. Então BORA LÁ ajudar teu próximo.
 
                    "Meus queridos...
                  Preciso ser direto. "NA LATA". Literalmente. Um casal de amigos, Marta Helena Rocha Maciel e Antonio Nene, prepararam algumas ceias de Natal diferenciadas à familias necessitadas. O que são cestas diferenciadas?? Aquelas que não possuem apenas os alimentos básicos (feijão, arroz, açúcar, sal, farinha, entre outros).
                  Como é Natal, meus amigos, planejaram montar uma cesta com panetones, espumantes, especiarias, biscoitos, enlatados. Produtos que constam na lista de cestas natalinas de fato.
Qual nossa tarefa?? Reunir latas de compotas de qualquer fruta para oferecermos algo diferente nas tais cestas.
                Vem comigo??
Uma lata = 01 abraço do Edinho Silva /
3 latas = 01 cd autografado do sambista Carlos Bernardes - Carlinhos Presidente.
               Apanhamos onde for necessário. Fechado??
                Em nome do Armazém do seu Brasil e do parceiro Carlos Bernardes (Presidente) uma das muitas correntes do Bem que circulam por aí agradecem.
A doçura do teu gesto certamente deverá ser uma pequena mostra do néctar da solidariedade.
OBRIGADO,
 
Edinho Silva